Workshop 1

Competências de investigação-ação-formação: o encontro da teoria e da prática na ação dos mediadores

Organizadoras: Ana Maria Costa e Silva, Universidade do Minho, Portugal e Clarisse Faria- Fortecöef, Cnam, Paris, França

Este workshop teve como principal objetivo identificar competências de investigação-ação- formação na formação e ação dos mediadores. O trabalho desenvolveu-se através de uma metodologia participativa dinamizada pelas autoras do Workshop a partir da apresentação de várias questões aos participantes que envolveu a intervenção e diálogo entre todos. Participaram 12 pessoas: professores-investigadores, mediadores formadores e mediadores da Bélgica, Portugal, Espanha e França.

Foram previstas várias questões para a discussão conjunta, nomeadamente: i) Como se aprende a mediar?; ii) Em que é que se sustentam as ações dos mediadores?; iii) Qual o conteúdo que deve ser incluído na formação de mediadores? iv) Como avaliar a ação dos mediadores?; v) Qual o lugar da teoria na prática da mediação?; vi) Qual é vosso papel ou responsabilidade na formação e prática dos mediadores?; vii) Quais as dificuldades encontradas ao nível da articulação entre a teoria e as práticas dos mediadores?; viii) Que investigações são realizadas no campo da mediação? ix) Quais as contribuições da investigação em termos da qualidade da mediação, seu aprofundamento e seu desenvolvimento?; x) Como desenvolver a investigação na ação? Todavia, a questão de partida, “em que se baseia a ação dos mediadores?”, permitiu lançar o debate e gerar um diálogo ao longo de duas horas integrando respostas às várias questões previstas inicialmente.

As principais dimensões referidas sublinham a importância e necessidade da integração da teoria e da prática na formação e ação dos mediadores. Ambas são essenciais para uma formação e capacitação integral dos mediadores, devendo considerar-se o ‘vai-e-vem’ sistemático entre teoria-prática-teoria, a teoria confrontada com a realidade e a prática, que supõe uma retroalimentação permanente e atualizada em função das mudanças permanentes da realidade social.

No nível teórico inclui-se a metodologia específica da mediação - modelos, métodos, técnicas e instrumentos específicos - assim como os princípios, os valores e a deontologia profissional. A comunicação é um conteúdo central na formação em mediação bem como o método de investigação-ação.

A relação, articulação da teoria com a prática é assegurada pelo desenvolvimento de competências de investigação-ação-formação que supõem capacidades de observação e análise (dos contextos: sociais, organizacionais, territoriais, interpessoais...) e auto-análise de si próprio; de registo, de reflexão, de consciencialização e de explicitação.

A competência de investigação-ação-formação dos mediadores é trabalhada/desenvolvida no encontro entre teoria e prática, entre estudantes, profissionais e formadores, no processo de formação no terreno com mediadores profissionais, através de dispositivos de comunicação e de reflexão entre todos e da construção e difusão de conhecimentos pelos próprios mediadores. Esta competência supõe igualmente a capacidade de se interrogar sobre as suas práticas e sobre si-mesmo incluindo um processo de supervisão e auto-supervisão que é desenvolvido através da reflexão e registo/explicitação em portefólios, diários de bordo, relatórios, histórias de vida entre outros instrumentos.